O mundo empreendedor: o poder de uma ideia

Em vários momentos da vida você passa por situações em que deve ser tomada uma decisão, de alguma forma algo precisa ser feito. Ter uma grande ideia no mercado empresarial é o que muitas fazem salva um empreendedor, afinal o mercado é um jogo de risco e apresenta pouca simpatia para os iniciantes. Mas ainda mais importante do que se salvar é crescer após essas dificuldades, é saber lidar com esses problemas e tira uma solução que satisfaça a longo prazo o problema. Grandes empreendedores costumam surgir de grandes ideias, sim, apesar de ser o empreendedor que “dá à luz a ideia” nem sempre o empreendedor vale sem ela.

A fórmula que muitos aprenderam a usar é saber o momento certo para aplicar suas ideias, isso mesmo, nem sempre é possível ou viável aplicar os conceitos da ideia, é necessário saber como a sociedade veria isso, como seria o comportamento e aceitação do mercado a essa ideia, levando em conta, que é quase impossível continuar no mercado sem esses fatores. Tente imaginar um empreendedor que tenta abrir seu negócio em meio a uma praia, porém o estabelecimento que ele pretende iniciar se baseia em uma loja de produtos eletrônicos e como sabemos pouca gente vai à praia e pretende sair com uma geladeira novinha certo? Seria possível aplicar uma ideia, mesmo que extraordinária, nesse momento? O fato é que boas ideias devem ser arquitetadas do início ao fim.

Quando se visa o lucro da empresa deve-se olhar muito além da venda e da compra. O marketing e divulgação é o que chama mais atenção quando tratamos dessa situação. Sua empresa chama atenção do mercado e do indivíduo? Essa é a pergunta que se deve fazer todo empreendedor em ascensão pois essa reflete o cuidado que o empreendedor tem com os seus negócios. E lembre-se-suas ideias nem sempre são apenas suas por isso aprenda a cuidar da sua empresa com um todo e nunca individualmente.

Crianças que se tornaram famosas por empreender com maestria

Ser jovem nem sempre é uma barreira para que ideias aconteçam, quando o assunto é empreender podemos notar que a idade não é a determinação para o sucesso, é claro que a experiência também tem seu papel nesse processo, mas é sim possível compensar a falta de experiência com o esforço, apesar de muita gente achar diferente e até mesmo duvidar disso o fato é que sendo o esforço parte de todo bom empreendedor a experiência torna-se algo a se adquirir para crescer ainda mais, contudo não é um fator que irá comprometer, a um nível extremo, a execução de uma ideia. Pode-se se citar inúmeras histórias de pessoas que começaram a empreender desde cedo e hoje tem seus negócios bem estruturados no mercado aqui abordaremos alguns casos de jovens que conseguiram esse brilhante feito.

Caine Monroy: Este é um caso em que a criatividade falou mais alto. Caine Monroy, em sua infância, passava suas férias de verão próximo a loja de autopeças do pai. O pequeno empreendedor, mesmo sem saber, criava ali brinquedos com caixas de papelão que demostrava uma criatividade imensa e isso chamou atenção de um consumidor que tratou de divulgar as ideias da criança pela internet. Foi feito um evento em que 200 mil pessoas marcaram presença na loja de autopeças do pai de Caine.

Robert Nay: Apenas um computador, isso foi o necessário para que um garoto de apenas 14 anos conseguisse o título de novo Mark Zuckerberg e apesar do pouco investimento a empresa criada por ele, a Nay Games, realizou a proeza de tirar o jogo Agry Birds do topo da lista dos jogos mais baixados com um jogo chamado Bubble Ball.

Esses jovens empreendedores, apesar de não terem experiência, mostraram que o mercado é também um jogo de ideias e raciocínio e que os frutos do sucesso só podem ser colhidos por pessoas que pensam alto.

Especialistas da Empiricus explicam as vantagens e desvantagens da variação cambial

Antes de setembro de 2019, nunca antes um mês fechou com o dólar acima de 4 reais. Na ocasião, a moeda norte americana oscilou entre R$ 4,05 na venda e máxima de R$ 4,18. Em 30 de setembro, quando ocorreu a última sessão daquele mês, o preço ficou em R$ 4,15 para a venda.

De acordo com o especialista financeiro da Empiricus, Felipe Arrais, o primeiro ponto a se levar em consideração é a lei da oferta e da procura, que por si só, é capaz de movimentar o mercado, desvalorizando ou valorizando a moeda.

O cenário pode trazer consequências como mais investimentos de fora para o Brasil, o que quer dizer que mais dinheiro estrangeiro vai chegar e possivelmente o dólar deve cair frente ao real. O contrário também pode ocorrer — se o mercado brasileiro está ruim haverá mais fuga de capital, reduzindo a oferta da moeda norte-americana e isso vai elevar o preço do dólar.

Em relação às vantagens e desvantagens da variação cambial, o editor da Empiricus ressalta que há mais pontos negativos ocasionados pela alta do dólar. O ponto positivo é que a moeda norte-americana em alta traz um aumento de competitividade para os produtos exportados, que ficam mais baratos lá fora. Essa situação pode gerar mais empregos, pois as empresas vão vender mais para fora e vão precisar de mais mão de obra.

Outra vez, a situação contrária também pode ocorrer e ocasionar um aumento das demissões. Isso porque, algumas empresas possuem dívidas com cotação em dólar e com a alta, elas ficam mais endividadas e vivendo o dilema do corte de custos, o que gera mais demissões.

Segundo Arrais, a valorização do dólar frente ao real também deixam os produtos importados mais caros por aqui, assim contamina outros produtos no que ele chama de “repasse cambial”. Basicamente, os produtos substitutos dos importados ficam mais caros porque há um aumento de sua procura, ressalta o especialista da Empiricus.

Ele também cita o aumento do preço dos produtos em função do aumento do preço dos combustíveis. Ocorre que o barril do petróleo é precificado em dólar, com seu aumento, os combustíveis ficam mais caros, impactando a cadeia de consumo como um todo. Isso porque o transporte das mercadorias encarece e isso reflete no valor que o consumidor paga por elas, explica o editor da Empiricus.

É possível contornar a situação?

Felipe Miranda, co-CEO da Empiricus, ressalta que os investidores podem proteger seu patrimônio tendo em suas carteiras, ativos em dólar. Arrais ratifica dizendo que a medida preserva a construção do patrimônio em momentos de instabilidade e ajuda a compor um portfólio de investimentos diversificado.

A outra dica vale para quem vai viajar e precisa comprar dólares para gastar no exterior. O ideal, nesses casos, é ir comprando dólares aos poucos, no período que antecede a viagem. Comprá-los em partes é uma boa alternativa, pois evita que você tenha que comprar tudo quando decidir viajar e a cotação estiver muito alta. Essa estratégia ainda permite que você construa um preço médio atrativo.

Dicas para melhorar a usabilidade das páginas de destino

Durante muito tempo, a animação da interface do usuário não recebeu o entendimento adequado entre os designers. Ainda hoje, muitos especialistas percebem a animação como algo que torna o design mais vívido e interessante, mas sempre devido a uma diminuição na usabilidade. Se você compartilha esse ponto de vista, este artigo é para você. Ele falará sobre como a animação pode melhorar a experiência do usuário.

Organiza a narrativa – Cada designer atua como contador de histórias, e o design é precisamente a história que ele compartilha com os visitantes. É óbvio que, com a ajuda de animações, você pode tornar qualquer história mais brilhante e mais interessante.

As animações podem dar vida aos seus negócios. As animações não deixam os usuários entediados no processo de conhecer a página de destino e a própria empresa.

A animação também pode ser usada para chamar a atenção do visitante para os elementos que eles devem observar ou com os quais podem interagir. Por exemplo, se você tiver uma seção de texto importante ou uma chamada à ação, faça-a desaparecer e não apareça apenas aos olhos dos visitantes: eles entenderão imediatamente o que exatamente você está tentando chamar a atenção deles.

Fornece feedback – A base da interação humano-computador é baseado em dois princípios básicos: a entrada do usuário e feedback. Todos os objetos interativos devem responder à entrada do usuário com um sinal de áudio ou visual apropriado (é nisso que o feedback é expresso).

Fortalece os laços – As animações não podem ser dispensadas nos locais da aterrissagem que implicam uma mudança acentuada no contexto (por exemplo, quando um usuário clica em um link de âncora e um bloco instantâneo aparece na frente dele que leva a ele). Como esses saltos abruptos de uma parte da aterrissagem para outra são difíceis de serem percebidos e analisados, o usuário pode perder a orientação no espaço da página de aterrissagem – o cérebro deve escanear todo o conteúdo para entender como o novo bloco está conectado ao anterior. Torna tarefas chatas interessantes – Adicionar elementos do jogo ao processo de execução de ações de rotina pode ser difícil. Mas, usando o efeito de surpresa, você pode transformar uma interação familiar em algo novo e, portanto, inesquecível.

Consórcio para casamento é a solução para quem deseja ter um grande dia

Todos os dias surgem novos negócios no mercado, sempre com a finalidade de juntar o útil ao agradável, ou seja, ajudar quem precisa realizar um sonho, e ainda lucrar com isso. E é para isso que surgem os consórcios.

Mas então alguém pensa: “Ué, mas os consórcios existem há muito tempo”, sim, mas eles são muito mais comuns para adquirir bens móveis, como um carro, mas existem os consórcios para serviços, mais precisamente para a realização do sonho de muitos casais: o casamento.

Não são poucos os casais que adiam o grande dia por não terem condições financeiras de arcarem com a festa de seus sonhos. A pioneira nesse tipo de serviço é o Banneg Banco de Negócios. O consórcio para casamento permite que o contratante receba um crédito que varia de R$15 mil a R$30 mil, o que inclui todos os serviços de uma festa, como contratação de buffet, salão, vestido da noiva, roupa do noivo, das madrinhas, contratação de uma banda, cantor ou DJ, e mais tudo o que o casal sonhar para registrar naquele lindo dia.

Segundo explicado pelo diretor comercial da Banneg Banco de Negócios, Odair Bellentani, o crédito pode ser parcelado entre 24 e 48 vezes, o que torna mais acessível aos recém-casados, que muitas vezes já estão com o orçamento apertado por conta da aquisição de móveis e até um imóvel.

Ainda segundo Odair Bellentani, o cliente passa a usar uma carta de crédito para contratar o serviço. Após obter a carta de crédito, o casal entrega o orçamento de todos os serviços necessários na cerimônia, como músicos, salão de festas, buffet, entre outros. A administradora do negócio então faz o repasse integral dos valores junto as empresas orçadas, o que não impede o casal de tentar algum desconto junto a essas mesmas empresas contratadas para fazer a festa.

O consórcio é mais viável do que um empréstimo para a mesma finalidade, pois dispõe de apenas reajustes anuais e uma taxa de administração, não sendo necessário pagar juros altos que triplicam o valor da dívida.

Conheça um tratamento alternativo para o câncer: terapia genética

Em 2017 começaram a surgir notícias sobre pesquisas sobre terapias genéticas. Essa inovação vem cada vez mais ganhando destaque, já que é um tratamento que pode obter resultados positivos sem causar muito sofrimento ao paciente. Esse tipo de terapia consiste em introduzir genes nas células ou em um tecido de uma pessoa para combater alguma doença.

Um dos tratamentos que mais mostrou resultados foi a CART-cell. Ele ocorre através da programação dos linfócitos T, que são as células de defesa do corpo, para que ele destrua as células tumorais.

Essa programação é feita pela modificação de um DNA de um vírus e pela célula de defesa do corpo humano. Os materiais genéticos se juntam e formam um novo DNA que produz uma estrutura para identificar o tumor, então os cientistas fazem com que essas células sejam multiplicadas enquanto os médicos debilitam o sistema imunológico do paciente para que a terapia faça efeito. Os médicos então injetam no corpo da pessoa essa célula modificada e o sistema imunológico passa a identificar o tumor e o destroem.

Um pesquisador americano, fez um levantamento sobre pacientes que receberam as novas células para o possível tratamento do linfoma não-Hodgkin, que é uma doença em que há uma produção anormal de células de defesa chamada linfócito B, no qual os pacientes experimentaram efeitos parciais ou geraram uma resposta completa contra o tumor. Após seis meses, alguns pacientes que obtiveram respostas contra o tumor estavam isentos de câncer.

Mas além de ser uma grande notícia para o campo da saúde, a terapia possui efeitos colaterais, sendo uma delas a síndrome de liberação de citocinas (SIR) que tem seus sintomas semelhantes ao de uma gripe. Os efeitos ocorrem porque os pacientes estão com seus sistemas imunológicos comprometidos. Em outubro de 2019 saiu uma notícia de que um brasileiro teve sua doença reduzida através de uma nova técnica para a aplicação da CART-cell. Os pesquisadores buscam inovar o tratamento para países que não são tão desenvolvidos para que todos tenham acesso a essa terapia.