Clássico dos anos 90, filme Space Jam é um dos preferidos disponíveis na Netflix

Lançado em 1996, o filme Space Jam: O Jogo do Século, que uniu Michael Jordan e Pernalonga, segue sendo aclamado pelo público. Na época, a bilheteria do filme chegou a alcançar a marca de 230 milhões de dólares. Hoje, ele está entre os dez filmes mais assistidos na plataforma de streaming Netflix.

Na história, dirigida por Joe Pytika, Pernalonga pede ajuda ao jogador de basqueta para defender ele e sua trupe de pequenos alienígenas que invadem a Terra para sequestrá-los. O filme é o maior sucesso sobre basquete lançado até hoje, foi marcado por trazer os personagens da Looney Tunes de volta ao destaque, e mostrou uma nova faceta de Michael Jordan, que se revelou para além das quadras. A produção também foi aclamada por ter misturado animação e live-action com maestria.

Em maio de 2020, sem aviso prévio, a Netflix incluiu Space Jam em seu catálogo. Desde então, as notícias são as mais positivas possíveis, e assim que o longa foi disponibilizado ao público já alcançou o topo da lista de mais assistidos, chegando a superar filmes contemporâneos como Resgate e Ricos de Amor. Para as crianças dos anos 90 e para os amantes de basquete, a emoção de escutar a trilha sonora do filme, com a música tema que possui o mesmo nome e é interpretada pelo grupo Quad City DJ1s, além das canções Pump Up The Jam e I Believe I Can Fly, traz a tona uma sensação de nostalgia. Para os demais, rever o filme é uma forma de fugir do momento de tensão, já que é mais simples enfrentar alienígenas malucos do que um vírus.

E para os fãs do Michael Jordan, tem mais notícias boas. Atualmente, a estrela das quadras de basquete também faz sucesso na Netflix com a série The Last Dance, ou Aremesso Final. A produção traz um relato sobre a carreira do astro, recapitulando as notícias da temporada 1997-1998 do time do Chicago Bulls e apresenta depoimentos de jornalistas da época, presidentes americanos, ex colegas de time, entre outras pessoas que trabalharam diretamente com Jordan na época do título de 1998.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *