Conheça Guilherme Paulus: um empreendedor internacional de sucesso

Guilherme Paulus é um hoteleiro brasileiro de sucesso e um renomado empreendedor internacional. Ele gerencia uma empresa de turismo chamada CVC Brasil Operadora, assim como a GJP Hotels and Resorts. Estes hotéis e resorts estão situados em quase todos os cantos do país. Paulus começou sua carreira como estagiário na famosa IBM. A empresa não apenas equipou-o com as habilidades relevantes, mas também o ajudou a saber como administrar e operar negócios com sucesso.

A GJP Hotels & Resorts opera mais de vinte hotéis e resorts no momento. Possui hotéis situados em Recife, São Paulo, Maceió, Rio de Janeiro e Salvador. Atualmente, o GJP tem cerca de 5000 funcionários. Guilherme Paulus abriu seu primeiro hotel no ano de 1995. Desde então, mais de 95.000 pessoas já passaram pelas aberturas ou portas de suas propriedades.

A ideia de começar o CVC não veio de Guilherme Paulus. Na verdade, veio do famoso Carlos Vicente Cerchiari, que era o deputado estadual até então. Paulus e este político poderoso encontraram-se pela primeira vez num navio onde falaram sobre começar hotéis. Carlos Vicente enfatizou que estava realmente interessado em abrir uma agência de turismo em Santo André, local onde ficou com a família. Naquela época, Paulus trabalhava em São Paulo e não tinha muito dinheiro. O político prometeu que ele o ajudaria a iniciar o projeto.

Imediatamente antes do início do projeto, Guilherme Paulus era trabalhador da Casa Faro. No entanto, ele passou a maior parte do tempo pensando no projeto. Quando chegou a hora, Paulus deixou seu local de trabalho original e se concentrou no projeto. Ele tinha muita confiança porque as pessoas lhe disseram que ele pode fazer um bom empreendedor. Os dois se uniram por um período de cerca de quatro anos, após o qual o poderoso político Carlos Vicente Cerchiari saiu. Paulus continuou a desfrutar dos frutos da parceria sozinho.

Paulus passa o dia como muitas outras pessoas. Ele acorda de manhã cedo e, em seguida, escreve ou verifica a programação semanal . Isso o torna mais organizado e mais produtivo. Uma das coisas que mais o entusiasmam é a velocidade com que a tecnologia está mudando. Hoje em dia, ele pode facilmente obter informações sobre a natureza do mercado.

A CVC é uma agência de viagens sediada em São Paulo, fundada em 1972. Naquela época, era uma empresa muito pequena e modesta. O principal sócio fundador da época era Paulus, que continua a liderar e tem sido fundamental para transformá-lo na empresa agora incrivelmente bem-sucedida. De fato, atualmente possui o maior portfólio da indústria brasileira de agências de viagens. Atualmente, também possui receita anual de cerca de R $ 5,2 bilhões. Está presente em mais de 400 shoppings e 140 hipermercados e galerias comerciais em todo o Brasil.

Guilherme Paulus levou a empresa a priorizar a responsabilidade social. Para isso, a empresa é uma grande apoiadora do projeto PIET, que busca capacitar jovens para ajudar em situações de vulnerabilidade social envolvidas no turismo. A CVC também apoiou, nos últimos dez anos, a Instituição de Cuidados e Educação Dr. Klaide. A CVC também doa assistência financeira a famílias de baixa renda para apoio escolar, assistência médica e psicológica, atividades de lazer e cursos profissionalizantes para jovens.

Em 2017, a CVC abriu a Saint Andrews Mountain e o Christmas Wish. Nesse mesmo ano, a CVC também comprou e absorveu o Marulhos Suítes Resort. Além disso, durante esse ano, o World Golf Awards 2017 nomeou o Wish Foz do Iguaçu, da CVC, o melhor hotel de golfe do Brasil.

Como se destacar no Google

Em primeiro lugar, você não pode tentar dobrar ou quebrar as regras ou fazer qualquer tipo de atalho. Você não pode usar sistemas de software de notícias automatizadas para gerar milhares de links ou girar conteúdo ou duplicar conteúdo ou qualquer coisa remotamente próxima dessas coisas.

Você tem que fazer a maior quantidade de trabalho para o menor retorno inicial. É assim que funciona o SEO. É assim que você tem sucesso neste campo. Não cortando cantos. Então, se você está pensando em maneiras de melhorar seus resultados, não procure os chamados hacks porque eles não existem. Você precisa se dobrar e fazer o trabalho.

Com isso dito, existem maneiras de acelerar seus resultados. De fato, no começo, gostaria de ter sabido sobre essas estratégias, porque não teria continuado girando minhas rodas por meses a fio. Dito isso, é importante prestar homenagem a todas as regras do Google ao fazer qualquer coisa remotamente considerada como trabalho de otimização.

Certifique-se de ler e digerir completamente tudo que você encontra lá porque essa informação é ouro e está vindo diretamente da mente do Google.

Quando se trata de melhorar sua educação em SEO, é importante aprender a distinção entre o que é chamado de SEO On-Page e SEO Off-Page. On-Page SEO refere-se a qualquer otimização feita na própria página. Isso inclui coisas como qualidade de conteúdo, densidade de palavras-chave, velocidade de página, compatibilidade com dispositivos móveis, estrutura geral de links e assim por diante.

O SEO off-page (que é muito mais difícil por estar fora do seu controle) está relacionado a tudo que está sendo feito para otimizar seu site, o que acontece fora de suas páginas que estão sob seu controle. Estamos falando de links que são gerados, compartilhamentos de mídia social e assim por diante.

É importante fazer essa distinção na sua formação em SEO, porque você precisa garantir que está se engajando na otimização on-page e off-page, se estiver falando sério sobre a classificação de economia de algumas das palavras-chave mais competitivas. Cada campo tem uma variedade de esforços que são necessários para ter sucesso no panorama macro.

Se você é sério sobre aprender SEO, você tem que continuar sua educação. De qualquer maneira, se você continuar sua educação, entenda que o SEO é uma longa jornada e você precisará estar sempre aumentando seu conhecimento e seu conjunto de habilidades se estiver falando sério sobre o sucesso a longo prazo.

Empreendedorismo: Tudo que você precisa saber

Você quer aprender tudo sobre empreendedorismo?

O empreendedorismo é muito mais do que notícias e uma característica da personalidade. Aprenda mais neste artigo.

Muito se ouve falar sobre empreendedorismo. No cenário atual do mercado de trabalho do Brasil, essa tem passado a ser considerada uma característica essencial para o sucesso. Mas o que é, afinal empreendedorismo?

É comum pensar que algumas pessoas simplesmente nascem com uma personalidade de empreendedor e boas ideias. Isso, no entanto, não poderia estar mais longe da verdade. O empreendedorismo possui um significado mais amplo.

E o principal que você deve saber é: as características que você precisa ter para se tornar um empreendedor de sucesso podem ser desenvolvidas. É possível adquirir essas habilidades.

Se quiser mais dicas sobre empreendedorismo, não deixe de conferir esse outro conteúdo aqui no blog. Lembre-se: o coaching pode te ajudar muito nessa jornada!

A seguir, você encontra todas as informações que precisa para entender melhor o empreendedorismo. Saiba o que ele significa, quais são as características de um empreendedor de sucesso e encontre até mesmo exemplos para se inspirar! Continue lendo e confira:

O que é empreendedorismo?

O empreendedorismo pode ser entendido como a disposição ou capacidade de idealizar, coordenar e realizar projetos. A palavra é também muitas vezes definida como a habilidade em criar e implementar mudanças, inovações e melhorias a um mercado ou negócio.

Podemos dizer, então, que o empreendedorismo é uma característica. É verdade que algumas pessoas possuem essas disposições naturalmente. No entanto, é preciso manter em mente que é possível desenvolver essas habilidades.

O empreendedorismo pode não estar relacionado diretamente a negócios. Pessoas podem demonstrar um pensamento empreendedor em casa, na escola ou na vida pessoal. O empreendedorismo trata, afinal, de criatividade, solução de problemas e visão estratégica.

Empreendedorismo, portanto, é muito diferente de ser um empreendedor. Entenda:

Empreendedorismo x Empreendedor

O que separa possuir o empreendedorismo de ser, efetivamente, um empreendedor não é nada mais do que a ação.

Um indivíduo pode possuir todas as características certas naturalmente: se não escolher agir, colocar suas ideias em prática e batalhar por elas, será impossível conquistar algo.

Por isso, é preciso saber que desenvolver o empreendedorismo se trata apenas do primeiro passo para o sucesso. Conheça alguns outros nesse artigo sobre hábitos de pessoas de sucesso se quiser se aprofundar no assunto.

Divórcio pode fazer com que Jeff Bezos deixe de ser o homem mais rico do mundo

No início do mês de janeiro, o bilionário Jeff Bezos, presidente da Amazon, anunciou em seu Twitter que irá se divorciar da esposa, Mackenzie Bezos. Com o potencial de se tornar o divórcio mais caro de todos os tempos, a separação também poderá fazer com que Bezos perca a sua posição de homem mais rico do planeta.

Jeff e Mackenzie se casaram no ano de 1993, antes sequer da Amazon ter sido fundada. Após a criação da empresa, Mackenzie exerceu um papel importante para a sua consolidação no mercado. Atualmente, a Amazon possui um valor de cerca de US$ 800 bilhões, e desse montante, Jeff Bezos possui 16% das ações, com uma fortuna estimada em US$ 130 milhões

Com a separação do casal e a divisão dos bens, é esperado que a fortuna seja dividida igualmente entre Jeff e Mackenzie, pois não há informações sobre um acordo pré-nupcial, de acordo com notícias da imprensa norte-americana. Além disso, o casal reside no estado de Washington, onde a lei determina que os bens e as propriedades sejam divididas meio a meio entre os cônjuges na ausência de um acordo anterior ao casamento.

Se isso realmente acontecer, Mackenzie Bezos passará a administrar 8% das ações da Amazon, e terá metade de todos os bens adquiridos pelo ex-casal desde o casamento. Nesse cenário, ela se tornaria a mulher mais rica do planeta, posição que atualmente pertence a herdeira da L’Oreal, Francoise Bettencourt Meyers, que tem uma fortuna estimada em US$ 45 bilhões.

Após ter ajudado no início das atividades da Amazon, Mackenzie passou a se dedicar a campanhas filantrópicas e também estabeleceu uma carreira bem-sucedida como escritora. Até o momento, ela possui dois romances publicados, um deles “The Testing of Luther Albright”, premiado pelo American Book Award em 2006.

Até o momento, a separação de Jeff Bezos tem sido tratada com cautela pelos acionistas da empresa, pois poderá trazer consequências incertas aos negócios. Ainda que as ações de Bezos sejam divididas igualmente com a ex-esposa, o executivo continuaria tendo um percentual de ações superior ao do segundo maior acionista. Este título pertence ao fundo de investimento Vanguard Group, que conta com cerca de 6% das ações. Contudo, Mackenzie, com 8%, teria o mesmo nível de influência de Jeff nas tomadas de decisão da companhia.

Empreendedorismo e carreira

Não é provável que você defenda um negócio que não seja mensurável e não conhece os riscos. Descubra quais riscos de negócios podem estar presentes antes de iniciar o negócio. Você também pode preparar o plano A, o plano B e assim por diante para lidar com esses riscos. Ao medir seu risco antes de iniciar um negócio, você terá uma melhor contramedida se os riscos surgirem.

Aprenda com as histórias de negócios de outras pessoas: Para fomentar um espírito empreendedor, muitas vezes você não precisa aprender com seu livro ou experiência. Muitas vezes, o empirismo de outras pessoas pode ser o exercício mais valioso para fomentar um espírito empreendedor. Tente ler diferentes histórias de sucesso de negócios de pessoas que também podem lhe dar novas percepções e motivações para estabelecer seu próprio negócio.

Ler as histórias de sucesso de outras pessoas ajudará você a lidar com as fases do negócio que outras pessoas podem ter sentido. Esta ação definitivamente ajudará você a se preparar e não irá surpreendê-lo se coisas ruins acontecerem com o seu negócio. Além disso, ao ler as histórias de sucesso de outras pessoas, você pode buscar dicas bem-sucedidas que você não recebe necessariamente lendo livros comuns.

Cresça o otimismo: Prepare-se mentalmente para enfrentar obstáculos que você experimentará naturalmente ao iniciar o seu negócio mais tarde. O principal é o otimismo que o manterá confiante em continuar seus negócios e alcançar seu objetivo de economia. Sem otimismo, você rapidamente desistirá e não desejará ampliar seus negócios. Naturalmente, esse negócio frustrará seu desejo de se tornar um empreendedor.

Não deixe você sentir-se pessimista ao iniciar um negócio. Não apenas bloqueando o alcance do alvo, o pessimismo vai fazer com que você enfrente obstáculos e evoluções que realmente ocorrem no mundo dos negócios.

Foco: Em primeiro lugar, você tem um alvo e um plano de negócios. Então, concentre-se no assunto. Não olhe facilmente para notícias de ’empresas vizinhas’ porque essas questões farão com que você não se concentre e nem interrompa seu plano original. Com o foco no alvo e no plano inicial, você executará com mais eficiência o seu plano passo a passo e não perturbará a mente que surge de repente e desvia seu objetivo.

Liderança vs. Gerenciamento

Muitas pessoas rapidamente assumem que ser um bom líder significa que você é um bom administrador e vice-versa. Os dois conceitos são bastante distintos e entendem que a distinção pode ajudá-lo a entender o que significa ser bom ou bom em ambos.

Qualidades de um gerente. Um gerente é considerado uma cópia do líder, responsável por comunicar as regras e filosofias da empresa a funcionários individuais e garantir que eles cumpram essas regras. Para um gerente, suas relações com os funcionários são determinadas por um sistema de gerenciamento hierárquico e raramente por meio de sistemas pessoais. Eles são responsáveis ​​por manter as operações do dia a dia da empresa para que as engrenagens da operação fiquem bem lubrificadas. Em geral, os gerentes estão mais preocupados com o resultado trimestral e, com frequência, baseiam as decisões com base nesses cálculos. Bons gerentes são frequentemente considerados “bons soldados”, pois raramente questionam as decisões dos altos escalões da empresa e servem apenas para impor a execução de suas políticas.

Qualidades de um líder. Em contraste, um líder se concentra em relacionamentos interpessoais com outros contatos importantes em outras empresas, além de promover indivíduos promissores dentro da empresa para promover a inovação e movimentar a economia. Um líder baseia suas decisões em relatórios de chefes de departamento para avaliar toda a situação da empresa e estratégias futuras. Um verdadeiro líder também estará disposto a ignorar os resultados trimestrais da empresa por vários trimestres – para grande desgosto dos acionistas – e fazer investimentos para uma perspectiva de longo prazo de crescimento. Um líder é considerado um “inovador destemido” na medida em que desafia o status quo e não tem medo de assumir altos riscos em busca de altas recompensas, tanto para clientes como para funcionários e acionistas.

Comparação entre gerentes e líderes. levando através da inspiração ao invés de coagir através do controle hierárquico. Um gerente perfeito que atinja o status de um verdadeiro líder será capaz de liderar as pessoas de forma eficaz e aproveitar as forças e o conhecimento corretos de cada indivíduo-chave da empresa. Muitos gerentes vão lutar por suas carreiras inteiras e nunca conseguirão isso, mas poucos habilidosos evoluirão para verdadeiros líderes.

Desempenho dos participantes do Enem 2018 é melhor em quase todas as disciplinas

Foram divulgados no dia 18 de janeiro de 2019 as notas dos candidatos que realizaram o Enem 2018 (Exame Nacional do Ensino Médio). A divulgação realizada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) destacou que a quantidade de participantes que conquistaram a tão sonhada nota 1.000 na redação foi maior nesta última edição do exame. Mais de quatro milhões de participantes já podem conferir a nota oficial no site do Inep.

Além do número maior de participantes que atingiram a nota 1.000 em redação, o resultado do Enem 2018 mostrou que houve uma diminuição dos participantes com nota zero em redação. Esses dois fatores de desempenho foram amplamente discutidos pelas notícias, considerando que a redação está entre as etapas mais difíceis do Enem.

O Enem de 2018 ainda trouxe como destaque a melhora no desempenho dos candidatos nas provas objetivas. Dentre os quatro exames aplicados em 2018, três deles apresentaram melhora do desempenho em comparação com a edição do Enem de 2017. Em contrapartida, a média obtida na prova de ciências da natureza nesta última edição do Enem ficou abaixo do que foi registrado em 2017.

Ao todo o Inep informou que foram 4.122.423 redações corrigidas, onde o tema do texto do Enem 2018 foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. O desempenho médio registrado nesta última edição do Enem em relação a redação também ficou abaixo do que foi registrado na edição de 2017. No entanto, o Enem de 2018 registrou mais participantes contemplados com a nota 1.000. Entre as duas edições do exame o número de participantes que realizaram esse feito aumentou de 53 para 55.

Já no caso dos participantes que obtiveram a nota zero na redação houve uma redução significativa. Na edição de 2017, o total de estudantes que obtiveram nota zero foi de 309.157. Na edição de 2018 o número reduziu para um total de 112.559, que equivale a 2,73% do número de participantes inscritos no exame de 2018. Dentre os principais argumentos para a nota baixa os avaliadores destacaram os seguintes fatores: fuga ao tema proposto, redação em branco e cópia do texto motivador ao tema.

Diferenças entre gestão e liderança

Embora gerente e líder pareçam títulos intercambiáveis, seus funcionários com experiência em ambos podem dizer a diferença. Ambas conduzem os funcionários ao sucesso e alcançam os objetivos da empresa. Ambos têm seu próprio foco e métodos. Qual papel funciona melhor para sua empresa é com você.

Orientado pelo Processo vs. Orientado por Resultados. Um gerente preferiria que todos seguissem as diretrizes ou processos testados e comprovados. Se funcionou antes, funcionará de novo e de novo. Mudar o processo pode distrair a todos e produzir resultados menos desejáveis. Líderes pensam que é melhor que a equipe atinja os resultados desejados, mas eles podem vir. Eles patrocinam a inovação em seus processos e aceitam idéias de todos os lados.

Organiza e equipe versus guia e conselho. Manter um certo número de funcionários e preencher todos os cargos seria o trabalho de um gerente. Os gerentes se certificam de que todos os slots estejam preenchidos adequadamente, de modo que todos os entupimentos no funcionamento interno da empresa possam se encaixar perfeitamente e continuar funcionando em plena capacidade. Líderes tendem a defender seus atuais funcionários e treiná-los para esses cargos. Eles são mais propensos a contratar de dentro e promover o crescimento da carreira dentro de sua empresa.

Escreva memorandos vs. treinador e ensine. Quando os gerentes veem algo que precisa ser corrigido, eles costumam lançar um memorando para o público-alvo. Esse tipo de correção alcançará, de maneira ideal, os resultados desejados com o mínimo de interrupção nas atividades do dia e na produtividade. Um líder acredita que tomar o tempo para reciclar pode produzir mudanças positivas. Eles acreditam no poder de treinar individualmente para que seus seguidores aprendam e corrijam seus comportamentos por conta própria.

Pensador Estruturado vs. Pensador Estratégico.

Relacionado a ser orientado a processos e resultados nos negócios, há uma diferença entre pensar estruturalmente versus pensar estrategicamente. Gerentes amam estrutura. Eles adoram diretrizes fáceis de seguir e sistemas de várias etapas que atingem os resultados esperados. Os líderes, no espírito da inovação, preferem assumir riscos estratégicos que podem levar a empresa adiante para alcançar os resultados desejados. Os líderes acolhem a mudança em nome da eficiência e não hesitarão em modificar seu processo.

Guilherme Paulus: exemplo de empresário sempre em busca de sua evolução nos negócios

No mundo dos negócios, o segredo é você nunca ficar parado, no exato sentido de estagnar em um determinado nível e não mais crescer. Se você já tornou-se uma grande referência na sua cidade, o próximo passo, portanto, é destacar-se em nível estadual. Seguindo-se essa lógica, na sequência, vem o patamar de referência nacional, ou seja, você estar no topo do seu segmento mercadológico, em todo o Brasil. Dito isso, podemos destacar Guilherme Paulus e a sua intenção declarada de ser a referência, em igual proporção, no ramo da hotelaria.

O referido empresário, diferente de muitos que podem ter o mesmo sonho, está a poucos passos de conseguir tal posição de fato. Afinal de contas, poucos são aqueles que realmente poderiam competir com o responsável por tornar a CVC o que ela é nos dias de hoje. Sim, foi Guilherme Paulus que conseguiu transformar uma empresa de pequeno porte e com problemas de endividamento na operadora de viagens que, de todas as Américas, desponta como a maior, sendo ainda, já em nível mundial, a terceira colocada. Fora tal mérito decorrente de tamanha realização, o empresário também se sobressai no sentido de fortuna acumulada. Para se ter uma ideia, a partir do momento em que ele vendeu o controle da referida operadora, mais precisamente em 2009, passou a figurar na lista dos bilionários feita pela FORBES Brasil. O controle dessa empresa, vale pontuar, foi passado pelo valor de, aproximadamente, R$ 1 bilhão, diretamente para o fundo americano Carlyle. Hoje, é claro, sua conta-corrente está maior ainda, beirando os R$ 2 bilhões.

Além disso tudo, não bastassem tantos méritos e empreendimentos bem sucedidos, Guilherme Paulus acumula ainda a presidência da GJP Hotels & Resorts, cuja a sigla vem de Guilherme Jesus Paulus, e da qual é o seu único dono até hoje. Sendo que, vale observar, ele não deixou por completo a CVC, apesar de ter vendido o seu controle. Hoje, detendo apenas 25% dela, ainda tem um cargo importante em sua estrutura, o de presidente do seu conselho de administração. E, apesar de já ter passado dos 60 anos de idade, afinal, a história da CVC começou quando ele ainda tinha 23 anos, em 1970, o empresário não demonstra ter interesse algum por se aposentar, nem sequer mudar o ritmo de trabalho que segue desde aquela época.

Segundo palavras do próprio Guilherme Paulus, sua vida, nos dias atuais, permanece idêntica, em intensidade de trabalho diário, à que possuía no começo da operadora CVC, pois, ao que parece, é o que verdadeiramente lhe dá prazer e o mantém ativo: trabalhar com essa mesma área de sempre. E o empresário ainda procurou exemplificar como é essa rotina a cada semana, ao lembrar que encontrava-se em Foz do Iguaçu em determinado dia, pouco depois de ter passado por Porto Alegre e, posteriormente, a cidade de Aracaju. Assim, ele quis reforçar, como bem disse, que “roda bastante”, não tendo preguiça que o faça desviar do seu foco.

Já tratando-se especificamente do seu empreendimento mais recente, o grupo GJP, tendo este iniciado suas atividades em 2005, Guilherme Paulus o define como a sua aposta do momento, já que tenderia, segundo confirmou, a vender, seja por agora ou mais para frente, a sua atual participação na CVC. Os compradores seriam, a saber, os mesmos já detentores dos demais 75%, ou seja, o fundo Carlyle.

Startups têm espaço para crescerem com apoio de grandes empresas

No ano de 2018 os centros de inovação tiveram um trabalho considerável na cidade de São Paulo. Quem pensa nos típicos laboratórios com suas instalações mais tradicionais quando visitar um centro de inovação irá se surpreender. O espaço desses lugares possui um visual descolado e que atrai um público ávido por eventos de tecnologia.

Esses lugares foram criados por grandes empresas como Bradesco e Itaú, os maiores nomes da tecnologia também não ficaram de fora, o Google e o Facebook mostraram que estão engajados nesse investimento. A participação dessas empresas esteve bem frequente nesses projetos. O que antes era apenas mil pessoas que ocupavam cargos de trabalho em negócios inovadores em projetos como o Campus (Google), Cubo (Itaú), Estação (Facebook) e Habitat (Bradesco), hoje o número de pessoas ultrapassou 3 mil.

Uma das apostas dos centros de inovação que deu certo é o Cubo, patrocinado pelo Itaú. Em agosto do ano passado, a sede na capital paulista foi inaugurada com 5 mil metros quadrados e hoje já possui mais de 20 mil metros quadrados. O projeto conta com a parceria do fundo Redpoint eVentures. São 1.250 cargos de trabalhos, atualmente aproximadamente 800 funcionários estão trabalhando no novo prédio que está localizado na zona sul da cidade, Vila Olímpia.

A crise não conseguiu provocar nos centros de inovação nenhuma queda. Além da expansão física, somente entre janeiro e julho de 2018, houve um faturamento de R$ 230 milhões através das startups do Cubo. No ano anterior foram 110 milhões que foram obtidos.

Além do progresso financeiro, a quantidade de contratos também cresceu. Os contratos firmados entre as empresas externas e residentes foi de 370 no ano de 2017, para 720 no ano de 2018 somente entre janeiro e julho de 2018. Os resultados do segundo semestre de 2018 são divulgados somente neste ano.

E os objetivos de expansão do Itaú não param nesses números. Em 2019, o objetivo é conseguir ocupar todo o prédio que poderá comportar até 200 empresas que estão iniciando no ramo tecnológico. Atualmente são 92 empresas presentes no espaço. O crescimento das empresas que já estão lá também são notícias esperadas com maiores expectativas.