Carlos Alberto de Oliveira Andrade é grato pelo reconhecimento

Ao decorrer da 52ª edição do “Carro do Ano”, evento de grande prestígio voltado ao setor automotivo brasileiro, Carlos Alberto de Oliveira Andrade foi homenageado como o Executivo do Ano 2019. Esse é um grande feito na vida e na carreira do empresário, que vem vivendo um momento muito bom diante dos negócios. Um desses grandes frutos é a incorporação bem-sucedida entre a CAOA e a CHERY. O empresário foi homenageado como Executivo do Ano 2019 pela revista AutoEsporte, de responsabilidade da Editora Globo.

 

O pensamento da revista em lançar Carlos Alberto de Oliveira Andrade como uma das maiores referências para o setor automobilístico em 2019, é devido ao sucesso e dedicação do empresário após o acordo entre a CAOA e a CHERY. Essa incorporação entre as duas empresas foi firmada no final do ano passado diante de um importante acordo. Durante todo o ano de 2018, a produção de automóveis aqui no Brasil contou com a grande participação de mercado da CAOA CHERY. Essa parceria tem sido positiva para a economia do país.

 

Nos últimos 12 meses desde a criação desta parceria, Carlos Alberto de Oliveira Andrade e a nova montadora apresentaram resultados importantes referente ao número de vendas de veículos em 2018. Isso impulsionou o setor automobilístico nacional com o lançamento de novos veículos e mais oportunidades de emprego neste setor. Um meio de observar que a CAOA CHERY está indo pelo caminho certo é ver sua subida no ranking Market Share, indo da 20ª posição para a 15ª posição.

 

Um dos modelos que fazem parte deste grande sucesso é o Tiggo 2, responsável por uma receita considerável da nova montadora diante das vendas do veículo este ano. Sendo um dos mais bem recebidos no Salão Internacional do Automóvel, evento celebrado em São Paulo, o veículo mostrou do que é capaz e confirmou as expectativas de venda. Lembrando que o Tiggo 2 foi divulgado na última edição do evento, assim como o Tiggo 8, que não tem data confirmada para ser vendido no Brasil, mas foi apresentado e dado como certo na última edição do Salão Internacional do Automóvel.

 

Carlos Alberto de Oliveira Andrade e outros empresários envolvidos com os sucesso da CAOA CHERY não tiveram facilidade em chegar onde chegaram. Os impactos da recente recessão econômica enfrentada pelo Brasil, a instabilidade política que afeta diversos setores da economia e a competitividade com outras grande montadoras, são obstáculos superados com muito trabalho e dedicação. O fruto dessa união gerou veículos de qualidade, com potencial de conquistar o mercado automotivo europeu e norte-americano.

 

“Fico feliz e sou extremamente grato por ser homenageado como um executivo de sucesso, pois isso indica com certeza que estamos caminhando na direção certa. Todos estão cientes do orgulho e dedicação que temos com essa nova parceria e o quanto isso é importante para o país. Devido a isso, é essencial lembrarmos que o foco em criar uma montadora de grande renome 100% nacional está sendo mantido”, diz Carlos Alberto de Oliveira Andrade.

Exemplos de software de marketing

Marketing HubSpot. Com foco em iniciativas notícias de marketing de conteúdo, o HubSpot é uma ótima opção para empresas que desejam aumentar o tráfego do website e melhorar sua presença on-line. Seu sistema oferece uma ampla variedade de opções de otimização de mecanismos de pesquisa, sugestões de mídia social e soluções dinâmicas de marketing por e-mail. Esse software de marketing também possui recursos para integração com o Salesforce, nutrição de leads e segmentação baseada em eventos. Oferecendo pacotes de software acessíveis, o HubSpot pode ser acessado em Windows e Mac, bem como em dispositivos móveis, para que você possa verificar suas iniciativas de marketing onde quer que esteja. Se você quiser saber mais sobre os recursos, você pode facilmente se inscrever para uma avaliação gratuita do HubSpot Marketing aqui.

SharpSpring. Um dos principais softwares de marketing por e-mail, a SharpSpring visa ajudar pequenas empresas e empresas de médio porte a interagir com seus clientes da maneira mais eficaz possível. A plataforma está equipada com uma infinidade de ferramentas para gerenciamento de leads, rastreamento de campanhas, automação de e-mail baseada em comportamento, além de análises. Caso você esteja procurando funções específicas que ainda não fazem parte dos principais recursos dessa plataforma, o SharpSpring também possui recursos de API abertos. Dessa forma, você pode integrá-lo às suas ferramentas de negócios existentes, bem como a outros aplicativos de terceiros. Você pode verificar a solução de perto quando você se inscrever para uma demonstração gratuita da SharpSpring aqui .

Marketo. Uma plataforma líder em automação de marketing, a Marketo é especializada no fornecimento de soluções para gerenciamento de leads, marketing por e-mail, marketing de base de clientes, marketing móvel e marketing para consumidores. Seu software oferece uma interface simples com ferramentas fáceis de usar para agilizar uma ampla gama de tarefas relacionadas a marketing. Também permite personalização em tempo real e automação flexível.

Infusionsoft. Uma opção favorita entre as pequenas empresas, a Infusionsoft oferece um poderoso sistema de marketing que pode ser combinado com uma ampla variedade de aplicativos. É uma plataforma centralizada projetada para tornar suas campanhas organizadas e simples. Além disso, oferece ferramentas de processamento de pagamentos, classificação de leads e relatórios de vendas para ajudá-lo a reduzir os custos de pessoal, aumentar

Empreendedorismo social

Apesar do momento econômico delicado vivido no país e da lenta recuperação pós-crise, o empreendedorismo ainda é o sonho de milhões de brasileiros. Além disso, a esperança para conter os altos níveis de desemprego no Brasil, na faixa dos 13 milhões, também está sendo depositada no empreendedorismo.

Um estudo realizado pelo Banco Santander constatou que metade dos dois milhões de vagas que ainda serão abertas em 2018 será criada por trabalhadores por conta própria e de microempresas. A pesquisa estima ainda um aumento de 17% nesse tipo de mão de obra em relação a 2017, quando o empreendedorismo representava o espaço de 33% das pessoas empregadas. Os números demonstram a importância do empreendedorismo para que a economia brasileira possa alcançar e manter bons resultados.

Existe, entretanto, uma modalidade de empreendedorismo que vem ganhando cada vez mais espaço no cenário atual, não apenas por também ser fonte de renda e emprego para milhares de trabalhadores, mas por seu caráter de transformação e aprimoramento da realidade vivida no país: o empreendedorismo social.

O que é empreendedorismo social?

Para entender o conceito de empreendedorismo social, é necessário antes compreender a configuração social do Brasil. Em toda a sua história, o Brasil foi marcado por desigualdades e lacunas que não puderam ser preenchidas por políticas públicas eficazes. Esse déficit acabou gerando muitos problemas em diversas áreas da sociedade como segurança pública, meio ambiente, educação, alimentação, saúde e tantas outras. Devido a essa situação, milhões de brasileiros se veem prejudicados e até mesmo excluídos ou impedidos de usufruir de seus direitos.

E é nesse nicho que o empreendedorismo e o marketing social surgiu e se tornou atuante. Essa categoria de empreendedorismo é focada na elaboração de produtos e serviços que têm como objetivo final não apenas o êxito de seus idealizadores, mas a atenuação ou até mesmo a solução, quando possível, dos problemas sociais vividos no país.

“Nós estamos vendo surgir toda uma geração de empreendedores com propósito.

São pessoas com plena consciência da realidade do país, que enxergam a necessidade do próximo e atuam para mudar isso, gerando inclusive, renda e emprego durante essa jornada”, comenta Camila T. Eskenazi Hakim, sócia da Gráfica Eskenazi, de São Paulo.

Características de empreendedores digitais

Um dos efeitos mais interessantes da revolução digital tem sido a democratização do mundo dos negócios. Anteriormente, sem conexões de capital e negócios, um negócio tinha que ser construído gradualmente a partir do zero.

A Internet, juntamente com uma tecnologia poderosa e barata, disponibiliza enormes e amplos recursos gratuitamente. Isso dá a todos a oportunidade de desenvolver um negócio próspero muito rapidamente, mesmo sem capital ou conexões.

Como resultado, as habilidades e características do empreendedor tornam-se os ativos mais importantes da empresa. Esses traços separam o empresário digital de sucesso de todo o resto.

Visionário: Ter um plano é importante. Ter um plano claro é ainda mais. Uma visão clara do que sua empresa fará, de como ela fará isso e de seus objetivos, manterá você focado e seguindo em frente.

Comunicador: Você pode ter a ideia de negócio mais incrível, mas se você não conseguir articulá-la claramente com os outros, ela nunca sairá do papel. Você também precisa de outras pessoas, colegas de trabalho e clientes para trabalhar com você de maneira eficiente. Isso requer fortes habilidades de comunicação.

Motivado: Ajuda realmente querer fazer o que você está fazendo. O caminho para o sucesso pode ser longo e difícil. Para chegar ao fim você tem que ser capaz de continuar. Uma visão clara e objetivos claros realmente ajudam a mantê-lo motivado.

David Karp, o fundador do Tumblr, trabalhou como consultor de software na UrbanBaby para financiar seu império jurídico de microblog. Seu trabalho acabou sendo recompensado com o Yahoo! adquiriu o Tumblr por US $ 1,1 bilhão em dinheiro em 2013.

Nous: Alguns chamam de esclarecido, outros sagacidade ou perspicácia. Em última análise, resume-se a compreensão; Entendendo como os sistemas que você está operando no trabalho. Seja essa a sua área de especialização, outras áreas relacionadas ou sistemas estruturais mais amplos, como estruturas legislativas ou a economia, é importante saber como gerenciá-los e como eles podem afetar seus negócios.

Oportunista: Ser capaz de ver uma oportunidade quando surge é uma das características mais valiosas que um empreendedor pode ter. A única característica mais valiosa é a capacidade de criar sua própria oportunidade.

O QUE É EMPREENDEDOR SOCIAL?

Há muitas notícias sobre empreendedorismo social nos dias de hoje. Mas o que é empreendedorismo social? O que é empreendedor social? Como eles estão trabalhando e alguns dos melhores exemplos de empreendedores sociais.

O empreendedorismo social nada mais é do que o empreendedor que está trabalhando para melhorar a comunidade e a sociedade em problemas prementes ou chave. Eles estão resolvendo esses problemas de maneira muito original ou modelo que ainda não foi aplicado. Seu principal objetivo é impactar no social em vez de fazer lucro.

Empreendedor social não é um conceito único, mas após o surgimento das mídias sociais (2010), e agora aumenta dia a dia. Muitos empreendedores sociais se conectaram através da internet e isso reduziu a barreira dos limites para eles. A resolução de problemas e a colaboração tornaram-se fáceis depois disso e isso levará ao aumento do número de empreendedores sociais.

O empreendedor social é o agente visionário de mudança, pensador e disruptor, que trabalha pela melhoria da sociedade e pelo problema enfrentado pela sociedade. Eles trazem mudanças positivas na sociedade por seus esforços e iniciativas. A ideia e a criatividade do empreendedor social podem mudar o problema social e trazer mudanças disruptivas na sociedade.

Esses problemas são muitos e diversos na natureza. Esta ideia de resolução de problemas não é para a área local, mas para a melhoria da sociedade e da raça humana. Estes problemas podem ser o alívio da pobreza, educação, saúde, meio ambiente, qualidade de vida e muitos…

Os empreendedores sociais são os pioneiros que iniciam a ideia ou solução para o problema social existente e que é enfrentado pela sociedade. Eles estão resolvendo esse problema e problema com um monte de pessoas interessadas semelhantes. Eles geralmente tentam reunir as pessoas certas em equipe e, em seguida, buscar a solução de problemas tomando ações e disseminando a conscientização na sociedade.

O principal objetivo do empreendedor social é convencer a sociedade sobre os problemas e problemas. Eles dão uma perspectiva diferente à sociedade para pensar em diferentes dimensões e direções. Assim, eles são o agente de mudança na sociedade para trazer mudanças positivas na sociedade e no mundo.

Para Larry Kudlow, uma menor inflação levaria Fed a estagnar sua alta de juros

Expectativas volta e meia são contrariadas, mesmo que no campo da Economia. Em dezembro de 2018, talvez viesse a ocorrer exatamente isso, em relação ao banco central americano (o Federal Reserve, ou apenas ‘Fed’) e as expectativas predominantes no mercado àquela época, envolvendo a correlação entre juros e inflação. Ao menos, era essa a aposta do americano Larry Kudlow, o então Diretor do Conselho Econômico Nacional, que pronunciou-se a respeito, no dia 7 do mesmo mês, uma sexta-feira. Segundo a opinião de Kudlow, que ia mesmo na contramão, como já dito, o Fed poderia não elevar os juros durante o referido mês, diante da realidade que se tinha, até então, de uma inflação com números considerados “mais brandos”. Inclusive, o banco central americano já havia sido alvo de críticas até mesmo do presidente, por conta das então recentes elevações de juros “feitas muito rapidamente”. Segundo essa tese, estariam os dirigentes do Fed “segurando o crescimento”. Ainda que essa perspectiva seja, notoriamente, de caráter negativo, Kudlow, em entrevista à CNBC, disse não se importar com a mesma, “não vendo problemas nisso”. Ele ainda completou, na mesma entrevista, dizendo que mantinha-se lendo tudo o que diziam, à época, os tais dirigentes do Fed, como a alegação de que estaria, em verdade, havendo uma leve queda da taxa de inflação. Kudlow ainda opinou sobre isso, afirmando sua leitura da situação: para ele, “as pessoas do Fed” estariam mesmo, aparentemente, sinalizando uma alta durante o mês de dezembro, e então, a partir daí, haveria uma estagnação nesse sentido. Em suma, não haveria mais nenhuma alta do tipo, durante um certo período (ainda indefinido, é claro). Seria isso, ponderou, ou a possibilidade deles não mexerem mais nisso, naquele mesmo mês, completou o entrevistador, sobre essa questão toda.

Por fim, já tocando em um outro assunto que é, ainda assim, um tanto relacionado com este principal, Kudlow expôs uma previsão sobre os cortes de tributos federais do ano anterior, que então se pagariam, enquanto impulsionariam o crescimento econômico daquele país. E esse processo, por consequência, acabaria elevando a arrecadação tributária do governo americano. Assim, enquanto o presidente buscava um corte, nos gastos públicos, que fosse de 5%, tendo como única exceção a parte de Defesa, teria-se um resultado, segundo Kudlow, de recuo do déficit orçamentário.

O que é empreendedorismo?

Empreendedorismo pode ter vários significados para pessoas diferentes. Em última análise, empreendedorismo é quando um indivíduo cria sua própria oportunidade de negócio, em vez de responder a um chefe e ter um emprego tradicional. Por exemplo, mesmo que um médico trabalhe em um hospital e tenha um ótimo trabalho, ele não é um empreendedor. No entanto, se esse médico construísse sua própria prática privada, isso seria considerado empreendedorismo. Um empresário pensa fora da caixa, segue seu próprio caminho e tem uma constante fome de crescimento.

Empreendedorismo para pequenas empresas: construir uma pequena empresa é uma forma popular de empreendedorismo. Este tipo de empresário é geralmente alguém que administra seu próprio negócio e contrata funcionários ou familiares. Embora algumas pequenas empresas tenham o potencial de serem bem-sucedidas financeiramente, muitas lutam para se tornar lucrativas.

Empreendedorismo de grandes empresas: O empreendedorismo corporativo é uma empresa estabelecida que está sempre buscando novas oportunidades de negócios e criando produtos e tecnologias inovadoras para satisfazer os clientes. Apesar da pressão dos concorrentes, eles continuam se esforçando para atingir seu objetivo.

Empreendedorismo escalonável de startups : startups escalonáveis assumem riscos no controle que têm o potencial de mudar o mundo. Por exemplo, um grande software ou um negócio baseado na web em mídias sociais como Instagram ou Facebook, ou um negócio como Amazon ou Microsoft são exemplos de oportunidades escaláveis ​​de empreendedorismo.

Empreendedorismo Social: Um empreendedor social é um inovador e alguém que se esforça para tornar o mundo um lugar melhor. Esse tipo de empreendedor busca soluções positivas para os problemas sociais e sente a necessidade de ajudar as pessoas. Um empreendedor social pode ser sem fins lucrativos ou com fins lucrativos, mas o lucro não é o objetivo principal de um empreendedor escalável. Um exemplo de empreendedor social seria alguém que construiu uma organização unicamente para criar produtos ou serviços para ajudar pessoas necessitadas.

Uma das melhores maneiras e notícias de aprender sobre empreendedorismo é seguir empreendedores de sucesso em suas mídias sociais, ler seus livros e aprender como eles atingiram seus objetivos e se tornaram bem-sucedidos. Se houver uma pessoa de negócios local que você conhece e admira, pergunte se eles podem considerar ser seu mentor.

Empreendedorismo

A maioria dos economistas fala sobre a direção da economia – é o que eles fazem. Mas, caso você não tenha notado, muitas de suas previsões estão erradas. Por exemplo, Ben Bernanke (chefe do Federal Reserve) fez uma previsão em 2007 de que os Estados Unidos não estavam entrando em recessão. Ele afirmou ainda que os mercados de ações e habitação seriam mais fortes do que nunca. Como sabemos agora, ele estava errado.

Como as previsões dos especialistas não são confiáveis ​​- propositadamente ou não -, é importante desenvolver sua própria compreensão e os fatores que a moldam. Prestar atenção aos indicadores econômicos pode lhe dar uma idéia de para onde está indo, para que você possa planejar suas finanças e até mesmo sua carreira de acordo.

Existem dois tipos de indicadores de que você precisa estar ciente: Os principais indicadores geralmente mudam antes de grandes ajustes econômicos e, como tal, podem ser usados ​​para prever tendências futuras.

Os indicadores de atraso , no entanto, refletem o desempenho histórico e as mudanças nesses fatores só são identificáveis ​​depois que uma tendência ou padrão econômico já foi estabelecido.

Principais indicadores: Como os principais indicadores têm o potencial de prever para onde uma economia está se dirigindo, os formuladores de políticas fiscais e os governos fazem uso deles para implementar ou alterar programas a fim de evitar uma recessão ou outros eventos econômicos negativos.

Mercado de Ações: Embora o mercado de ações não seja o indicador mais importante, é o que a maioria das pessoas procura primeiro. Como os preços das ações são baseados, em parte, naquilo que as empresas devem ganhar, o mercado pode indicar a direção da economia se as estimativas de lucro forem precisas.

Atividade de Fabricação: A atividade manufatureira é outro indicador do estado da economia. Isso influencia o PIB (produto interno bruto) fortemente; um aumento em que sugere mais demanda por bens de consumo e, por sua vez, uma economia saudável. Além disso, como os trabalhadores são obrigados a fabricar novos bens, os aumentos na atividade industrial também aumentam o emprego e, possivelmente, os salários.

Chinesa Huawei investe em novos mercados na Europa

Boas notícias para o mercado de inovação. A empresa de eletrônicos chinesa Huawei pretende investir no desenvolvimento de laboratórios na Europa para co-criações de inovações em tecnologia. Entre as principais áreas de interesse estão Manufatura inteligente, Internet das Coisas e Cidades Inteligentes. O anúncio foi feito durante o evento Eco-Connect Europe.

Ao todo serão investidos US$ 50 milhões em melhorias, expansões e desenvolvimento de projetos em parcerias com outras entidades. Inicialmente a empresa irá completar a expansão de seu OpenLab em Munique e até 2021 serão três Huawei OpenLabs no continente europeu.

A companhia deve fornecer plataformas de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) para o armazenamento, processamento e análise de dados. O que vai contribuir para que os parceiros possam desenvolver em conjunto para oferecer soluções para o setor e aumentar sua participação no mercado. De acordo com Ernest Zhang, executivo da Huawei o OpenLab vai favorecer a criação de um ambiente de treino e experimentações para apresentar soluções eficientes.

A Huawei também acredita que nos próximos 30 anos, a digitalização será um fator que irá abranger todas as áreas. Qualquer tipo de negócio será beneficiado pela inteligência digital, ressalta Zhang. Para ele, as empresas líderes em tecnologia serão as primeiras a trabalhar e apresentar a digitalização.

As parcerias da Huawei

Entre as parcerias conduzidas pela Huawei com outras empresas é possível destacar:

Colaboração com a gigante Microsoft para o desenvolvimento do All-flash Azure Stack, uma solução para acelerar a criação de serviços híbridos de cloud;

A parceria com a TIM resultou na solução conjunta de SD-WAN, destinada a companhias na construção de redes de experiência melhorada;

Com a Digicom houve a assinatura de um MoU (memorandum of understanding – memorando de entendimento) para criar e aperfeiçoar terminais inteligentes de estacionamento e OpenCloud;

Assinatura de um MoU com a WAGO para produzir uma solução de gestão de automação destinadas as indústrias inteligentes;

Assinatura de MoU com a Eluminocity para desenvolvimento de inovação conjunta e para o soluções no setor de cidades inteligentes.

Nota-se uma pequena ruptura nas atividades da fabricante chinesa no continente europeu, que passa a dar mais atenção nas soluções para a indústria e redes. É algo que vai além do mercado de dispositivos móveis e modens habitual da empresa.

Sistemas Econômicos

Um sistema econômico consiste nas instituições e no método pelo qual os recursos são alocados e os produtos e serviços são distribuídos. Os sistemas econômicos diferem principalmente em quem possui os fatores de produção , como a alocação de recursos é direcionada e o método usado para direcionar a atividade econômica. A principal distinção entre os diferentes sistemas é o grau em que o governo participa da economia.

O comunismo , também conhecido como sistema de comando , é um sistema econômico em que o governo detém a maioria dos fatores de produção e decide a alocação de recursos e quais produtos e serviços serão fornecidos.

Os principais criadores da doutrina comunista foram Karl Marx e Frederick Engels . Como os socialistas antes deles, eles queriam acabar com a exploração das massas por poucos. O sistema capitalista na época exigia que os trabalhadores trabalhassem em condições severas e perigosas por pouco pagamento. O objetivo final do comunismo era eliminar as distinções de classe entre as pessoas, onde todos compartilhavam igualmente os lucros da sociedade, quando o governo não seria mais necessário.

Karl Marx concordou com Louis Blanc em como o trabalho e a renda deveriam ser administrados: “De cada um de acordo com suas habilidades, para cada um de acordo com suas necessidades”. No entanto, parece claro na história que Adam Smith tinha o princípio correto, que é o de que as pessoas trabalham por interesse próprio.

Marx e Engels acreditavam que havia uma luta de classes entre as massas, a que Marx se referia como o proletariado , que só podia oferecer seu trabalho, e os proprietários dos meios de produção, que incluíam terra, matérias-primas, ferramentas e máquinas; especialmente dinheiro. Karl Marx chamou esses membros da classe dominante de burguesia . Ele acreditava que uma revolução política era essencial porque o Estado era um instrumento central da sociedade capitalista e, como a burguesia tinha um domínio sobre o governo, em muitos casos seria necessário usar a força e a violência para derrubar os capitalistas.

Embora Marx e Engels acreditassem que a propriedade deveria pertencer à sociedade, eles realmente não pensavam muito em como as decisões econômicas seriam tomadas. Os países comunistas, particularmente a Rússia e a China, decidiram por uma economia centralmente planejada (também conhecida como economia de comando).