População pobre doa duas vezes mais que a população rica no Brasil

A população com renda de até R$ 10 mil por ano faz duas vezes mais doações do que as que ganham R$ 100 mil por ano, de acordo com a pesquisa Country Giving Report 2017 Brasil, realizada pelo YouGov a pedido da Fundação de Auxílio de Caridade.

A diretora-presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social no Brasil, Paula Fabiani, afirma que em relação à percentual de renda, os que menos ganham doam mais.

A doação da população mais pobre é de 1,2% da sua renda nos últimos 12 meses, os que possuem uma renda maior doaram apenas 0,4% da sua renda anual.

No ranking mundial o Brasil segue solidário apesar de ter caído para a 75ª posição em 2017 após ter sido o 68º em 2016.

Mais da metade dos participantes doaram no último ano, 55% em especial para igrejas ou organizações religiosas, 53% para organizações da sociedade civil e 52% para pessoas necessitadas diretamente.

Fabiani afirma que existe uma forma positiva de uma cultura de doação, porém existem alguns impedimentos e espaços na melhora desses resultados. Segundo ela um desafio é a forma como o brasileiro faz a doação. A pesquisa mostrou que 37% realizam a doação em dinheiro vivo.

O volume de doações no país representa 0,2% de PIB, um número sete vezes menor que nos Estados Unidos que é de 1,4% do PIB.

É necessário aumentar à quantia que cada um doa como a quantidade de doadores e o número de vezes que é realizada a doação.

A pesquisa também apontou que no mês de dezembro do ano passado, 21% das pessoas fizeram doações em dinheiro para organizações sem fins lucrativos. Essa quantia representa mais da metade dos que fizeram uma doação no último ano.

Entre as formas de doação estão o dinheiro, mercadorias, rifas, caixas de doação e online através de cartão de crédito, sendo a forma mais utilizada o dinheiro e a menos utilizada o cartão de crédito.

O estudo foi feito com 1.313 brasileiros maiores de 18 anos que moram em locais com acesso a internet.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *