Enfrentar a crise exige muita disposição de profissionais do agronegócio

Como em todos os setores da economia não é fácil atravessar a fase delicada em que o país está passando. No agronegócio, as dificuldades fazem os profissionais do ramo saberem o quanto podem se sobressair em situações nebulosas. A hostilidade das barreiras que permeiam as atividades podem impedir o progresso no setor.

As habilidades para ultrapassar uma crise são exigidas em qualquer ramo, assim como no agronegócio. As diferenças do meio urbano para o rural, incluem a distância física e também a disponibilidade dos executivos em migrar para o agronegócio. Hoje não é tão convidativa a posição significativa que se poderia assumir em uma época de crise. Nem todos os profissionais estão dispostos a largarem todo o estilo de vida que possuem para se mudar para regiões que apresentam avanço econômico, como o Centro-Oeste, núcleo de produção agrícola. Os motivos que estão por trás desse comportamento são inerentes a questões pessoais como família, rejeição do cônjuge, escola dos filhos, a segurança médica, e outros motivos.

Quem decide enfrentar os desafios de liderar em meio a uma crise precisa ter muita habilidade. Para os que já são do ramo é comum pensar que profissionais experientes saibam como agir e usar a resiliência ao seu favor, o que é esperado para crises severas. No entanto, em outros casos, não é sempre que acontece esse comportamento, os profissionais que não conseguem se manter em um cenário adverso por vezes acabam mudando de área, desistem e procuram trabalhos em outros setores, desperdiçando o talento para a área.

Enquanto nas grandes cidades a comunicação é uma característica muito acessível, as regiões que precisam de gerenciamento dos agronegócios têm um acesso escasso à comunicação se considerado o ponto de vista físico. Não existe uma maneira de ser presente na baia e também no escritório. Quem lidera uma equipe frequentemente não está muito perto, podendo estar a mais de mil quilômetros ou em uma viagem inevitável. Outro fator é a pressão, em um tempo de austeridade financeira e operacional, os recursos estão disponíveis de maneira bastante limitada, enquanto a cobrança pode chegar a altos níveis. Não existem facilidades para quem assume o cargo com a vaga aberta.

 

Por US$ 1,1 bilhão Google compra divisão da HTC

Para avançar no ramo de tecnologia para smartphones o Google não está economizando. Quinta-feira, 21, a empresa de buscas na internet irá pagar US$ 1,1 bilhão para adquirir a divisão de smartphones da fabricante taiwanesa HTC. A empresa comprada é a responsável pelo desenvolvimento e produção do Pixel, uma linha de smartphones premium do Google.

Essa não é a primeira vez que o Google incorpora outra empresa, em 2012 houve a compra de uma divisão de smartphones da grande marca norte-americana Motorola, posteriormente a empresa foi vendida à chinesa Lenovo.

Com essa nova compra o Google ganhará mais 2 mil funcionários, correspondente a um quinto da força de trabalho atual da companhia taiwanesa. A compra será realizada integralmente em dinheiro, e engloba licença para o uso da propriedade intelectual da HTC, também haverá a possibilidade de futuramente expandir a parceria para outros setores.

A postura mais ativa do Google em comprar empresas demonstra o quanto existe uma intenção de disputar o mercado com a Apple. Na semana passada houve o lançamento de uma edição especial do iPhone, o iPhone X, em celebração aos 10 anos do aparelho.

Para potencializar o seu time de hardware, no ano passado o Google contratou Rick Osterloh, presidente da Motorola, no mesmo momento em que a empresa fez o lançamento do Moto G, um sucesso de vendas. Repetidamente a empresa investe na área com o seu lançamento, o Pixel, um smartphone que promete trazer novidades, mas o seu alcance é de apenas 1% do mercado global. Simultaneamente houve o lançamento de uma caixa de som que se conecta com o assistente pessoal Google Assistant, do Google Home.

De acordo com especialistas existe uma cautela nessa segunda aquisição, no primeiro investimento quando o Google comprou a divisão móvel da Motorola em 2012 por US$ 12,5 milhões, a meta de bater os iPhones no mercado não foi bem-sucedida, posteriormente a empresa foi vendida à chinesa Lenovo no começo de 2014, e as patentes da Motorola permaneceram no domínio do Google. Agora que o preço da compra se tornou menor pela decisão de não comprar as plantas da HTC, os riscos passam a ser minimizados.

 

Teresópolis é uma ótima opção para quem gosta de natureza

Image result for Teresópolis é uma ótima opção para quem gosta de natureza

A natureza sempre produz um relaxamento e uma sensação de paz principalmente quando alguém vive em cidades muito populosas. Um lugar que não pode deixar de faltar na lista de quem curte o campo é Teresópolis.

Teresópolis é uma cidade do Rio de Janeiro localizada a 75 quilômetros da capital, 389 quilômetros de Belo Horizonte e 479 de quilômetros de São Paulo. O número de habitantes está em torno de 175 mil. O clima tem uma temperatura considerada fria, aproximadamente 19 graus, em volta a floresta da Mata Atlântica é uma boa opção para um fim de semana a dois ou em família.

Quem chega na cidade tem uma boa oferta de hotéis e pousadas. A estrada que vai do Rio de Janeiro até Teresópolis é um ótimo começo para uma viagem. Parar em um mirante para observar a paisagem e tirar fotos é um ótimo programa à parte.

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos vale a pena a visita, quem chega de carro pode estacionar dentro do parque em uma região próxima de várias trilhas que estão distribuídas no lugar. A trilha suspensa é uma dica para não deixar de lado, nela o visitante consegue chegar muito perto às copas das árvores. O Dedo de Deus é outro ponto para confirmar presença. Os caminhos por quais as trilhas passam, mostram cenários naturais repleto de montanhas e cachoeiras.

Quem gosta de futebol tem um ponto imperdível para conhecer: a Granja Comary, sede que pertence à CBF, e lugar onde a Seleção Brasileira se hospeda antes das partidas. Apenas para a visitação a entrada no condomínio é liberada durante o dia. Uma lagoa artificial embeleza mais ainda o lugar, peixes, gansos e patos podem ser vistos nesse local, além disso, a vista para o pico de Deus é uma paisagem deslumbrante. O acesso à Granja não é permitido, mas é possível visualizar da rua principal do condomínio os campos de treinamento, o escudo da CBF no morro e os dormitórios.

O orquidário Arabotânica é um lugar com uma variedade de plantas para apreciar, existe uma área de produção de orquídeas e de vendas ao público. Diferentes espécies de flores estão disponíveis para visualização como suculentas, cactos, plantas ornamentais e especialmente orquídeas.

 

Atacante Agüero do Manchester City sofre acidente de carro

O Manchester City divulgou nesta sexta-feira (29), uma triste noticia a respeito do atacante Agüero. Segundo a nota, o jogador havia saído em seu dia de folga e comparecido a apresentação musical do artista colombiano Maluna, na madrugada desta quinta-feira (28), quando sofreu um acidente de carro e ficou ferido.

“Ele estava de folga no dia. Havia saído pra se divertir com os amigos em um show na Holanda. Após o acidente ele sofreu alguns ferimentos e retornará para o clube amanhã, onde fará novos exames. Ele vai precisar passar por uma análise mais detalhada para que então possa entrar em campo na próxima rodada contra o time do Chelsea”, publicou o City em nota, a respeito do atacante.

Embora o Manchester não tenha entrado muito em detalhes a respeito do acidente, jornais da Inglaterra divulgaram em nota que uma das costelas do jogador havia sido fissurada após o ocorrido.

A seleção da Argentina agora aguarda os resultados dos exames e que será determinante para decidir se o atacante entrará em campo nos próximos jogos das eliminatórias da Copa do Mundo, já que a equipe ainda disputa uma vaga na Rússia. Esta que enfrentará a seleção do Peru, em Buenos Aires, na próxima quinta-feira.

Faltam poucas partidas para o término das eliminatórias e a equipe argentina atualmente está em quinto lugar, no qual levará o time lutar na repescagem se quiser se classificar para a copa de 2018.

Algumas horas antes do ocorrido o jogador havia publicado uma imagem com o Maluna em seu Instagram. O show que aconteceu em Amsterdã contou com a presença de outras celeridades.

No dia do acidente, a polícia local de Amsterdã avistou quando o táxi do jogador batera em um poste, mas afirmou que não havia feridos graves em nota para a AFP. O acidente aconteceu por volta das 23 horas.

O policial, não divulgou o nome dos passageiros, no entanto deixou bem claro que não haviam outros automóveis danificados. Após o acidente aqueles que se machucaram encaminhados para o pronto socorro, onde receberam tratamento adequado.

Canais turísticos são atrativos para visitas

Image result for canal du midi locks
Canal de Midi

Os canais foram projetados para facilitar e criar uma navegação por caminhos no mar que se tornam imprevisíveis. A engenharia usadas nesses recursos potencializou o comércio marítimo e o transcurso de navegações promovendo maior economia de tempo e dinheiro. Podendo ser naturais ou criados pelo homem, os canais estão presentes em vários lugares próximos ou dentro de portos, zonas de cruzamento de rotas de navegação ou no meio de uma cidade, como é o caso de Bruges, na Bélgica, e Veneza, na Itália. No Brasil, existe um canal em Recife onde a água de rios é escoada.

O Canal de Midi, na França, é o mais antigo da Europa que ainda permanece ativo. Considerado Patrimônio da Unesco desde 1996, a atração turística é a razão da existência desse canal. Vários turistas passeiam pela região ou andam de bicicleta pela margem dos rios. Os roteiros são realizados por agências de turismo.

O percurso pelo canal de 360 km não é feito pela maioria dos turistas, o mais recorrente são pequenos trajetos, como o de Carcassone a Paris que tem uma duração de duas horas em média porque a velocidade é devagar, isso evita erosão das margens, marolas e enjoos. O início do canal é em Toulouse e chega até Sète no Mediterrâneo. Pelo Oceano Atlântico os barcos passam pelo Rio Garonne e chegam até Bordeaux.

O caminho que o Canal de Midi possui foi usado de maneira estratégica pela França. O Estreito de Gibraltar era evitado nas navegações por causa da iminente ameaça de corsários, conhecidos por causar prejuízos nas rotas marítimas.

Outro canal é o de Panamá, uma atração imperdível no país. Por meio dele embarcações e navios passam do Oceano Atlântico para o Pacífico e vice-versa. Essa travessia apenas se tornou possível por causa do canal e gerou importância para o comércio internacional e o turismo no local.

A eclusa de Miraflores possui uma sala de visitantes com várias atrações. Ao chegar, um filme apresenta uma introdução da história do canal e uma explicação breve sobre a engenharia utilizada.

Depois é possível observar a história do canal pelos monumentos do museu e as embarcações que passaram pelo trajeto. As máquinas usadas na construção estão em miniatura e demonstram um trabalho bem organizado para o desenvolvimento do canal. Ter tempo para ver com calma as exposições disponíveis é essencial para aproveitar bem esse atrativo que chama a atenção pela engenhosidade e extensão.

O Centro Cultural do Banco do Brasil do Rio é considerado um dos mais importantes do mundo

Image result for O Centro Cultural do Banco do Brasil do Rio é considerado um dos mais importantes do mundo

 

Uma das entidades culturais mais visitadas do planeta, segundo a revista inglesa The Art Newspaper, é o CCBB Rio (Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro). Em outra pesquisa feita por uma universidade holandesa, que levantou as entidades culturais mais importantes entre dez países, o primeiro lugar ficou com o Museu do Louvre, na França, e o CCBB do Rio, entrou nesta seleta lista ficando em 18° lugar.

A pesquisa se concentrou nos dezoito museus com maior prestígio em dez países, segundo os seus visitantes. As informações sobre o estudo foram publicadas no jornal El Pais, da Espanha, que contou com a opinião de cerca de doze mil pessoas, da Ásia, das Américas e da Europa. Pessoas que estão acostumadas a frequentar essas instituições, e também aqueles que não costumam visitar esses locais, responderam a esse estudo, que se inspirou em um padrão usado mundialmente, que leva em conta a simpatia, a convicção, a boa vontade e o encanto que as pessoas possuem em relação à essas instituições.

O resultado dessa avaliação se mostrou altamente positivo, isso porque em uma escala que chega aos 100 pontos, os centros culturais e os museus ficaram todos com notas acima de 70 pontos. O CCBB do Rio que foi inaugurado em 1989, é o mais novo entre os museus e os centros culturais da lista, e ficou apenas dez pontos abaixo do Louvre, que ficou em primeiro lugar.

Fábio Cunha, gerente-geral do CCBB do Rio, disse que a notícia é a consequência de um processo longo e firme, que o Banco do Brasil realiza tendo como objetivo, aumentar a produção artística no país, além de promover o contato cultural de maneira simples e possibilitar a instrução adicional para os estudantes, que fazem parte das ações do sistema educativo da instituição.

Com programas frequentes, variados e abertos ao público, o número de visitantes chegou no último ano a 2,2 milhões de pessoas. Diariamente são encontradas exposições ou outras atividades ligadas a música, dança, cinema, filosofia e teatro, além de espaços como cafeteria, livraria, biblioteca e restaurante.

Na lista da The Art Newspaper, entre as 100 entidades culturais, o CCBB Rio chegou em 26º lugar. Instituições iguais só que o  CCBB de Brasília,  ficou em 59º lugar, com cerca de 1,1 milhão de pessoas visitando o local no ano passado, e o de São Paulo, em 68ª posição, e que recebeu um total de 965 mil pessoas.

 

Um grupo de artistas e representantes de ONGs ambientalistas entregam um carta em protesto ao presidente da Câmara

Uma carta representando toda a indignação pública, foi entregue ao deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara, por representantes da classe artística, contra os projetos relativos ao meio ambiente que estão esperando para serem aprovados no Congresso Nacional e que podem prejudicar, a conservação ambiental da região amazônica. Nessa carta, os artistas declararam que não irão aceitar que a floresta Amazônica seja destruída, e que nem os direitos dos indígenas sejam desrespeitados e atacados.

Acompanhando os artistas, estavam ativistas ambientais e alguns líderes indígenas, além de parlamentares que são representantes da Frente Ambientalista no Congresso.

Várias petições também foram entregues juntamente com essa carta por esses representantes, de instituições que protegem o meio ambiente como o Greenpeace, Avaaz e 342 Amazônia, contendo as assinaturas de mais de 1,5 milhão de pessoas, que não estão de acordo com a série de propostas feitas pelo governo.

O presidente Michel Temer, anulou através de um decreto, a Renca (Reserva Nacional do Cobre e Associados) no mês de agosto. Dias depois, a  Justiça Federal  da capital do Brasil, decretou a suspensão das consequências de qualquer ação administrativa, propensa a acabar com a Renca.

Mas esse decreto não foi o único que levou esse grupo a esse encontro, outro projeto que visa tornar menos rígidas, as leis relativas ao licenciamento ambiental, estão sendo analisadas em uma Comissão da Câmara.

O que todos desejam é que o governo anule de maneira permanente, o decreto que acaba com a Renca, e que os deputados possam impedir que projetos como os que liberam o uso de produtos químicos, e também os que permitem a diminuição dos locais protegidos, sejam aprovados.

Antes desse encontro, houve um pequeno desentendimento envolvendo os seguranças, que barraram a entrada dos ativistas e dos indígenas, no gabinete do deputado Rodrigo Maia. O caso se resolveu quando Suzana Vieira e Paula Lavigne se negaram a entrar se todos não entrassem, e todos acabaram participando do encontro com o presidente da Câmara.

O deputado declarou que apoia a revisão do decreto que acaba com a Renca, e acha certo que o povo possa expressar a sua opinião sobre o assunto. Ele ainda disse que no Congresso, não tem nada em pauta que permita aumentar o desmatamento na região amazônica